Diário de Campanha (Space Dragon): O Resgate da Princesa-Imperatriz (2ª Sessão)

Publicado: 16/08/2012 por Sérgio Magalhães em Space Dragon
Tags:, , , ,

Saudações, viajantes do espaço! Como prometido, voltamos com o relato do fastplay de Space Dragon, narrado por mim aos sábados nos encontros do grupo Vila do RPG. Tivemos o intervalo de uma semana, pois decidi condensar duas sessões de jogo em um único relato, tendo estas, ocorrido nos dias 04/08 e 11/08. Fiz isto porque tivemos pouco tempo para jogar ambos os dias, ficando mais interessante e coerente ao relato postar as duas sessões em um único texto. Se você não acompanhou a primeira parte desta aventura interestelar, clique AQUI e veja agora. Bom, sem mais delongas, vamos ao relato!

Relato

Jack Daniels, o intrépido homem espacial do grupo.

Já se passaram algumas horas desde que os viajantes espaciais deixaram a nave (que ficou abandonada no meio da floresta), em busca das ruínas apontadas pelo transmissor eletrônico do transporte galáctico do qual vieram até o planeta Helius II. Em determinado momento, um movimento estranho é percebido na copa distante das árvores à frente, ao mesmo tempo em que um caudaloso rio cruza  caminho dos personagens. Todos permanecem apreensivos, diante daqueles movimentos estranhos vindo de muitos metros acima. Jack Daniels e C-51, os homens espaciais do grupo, se adiantam em puxar suas pistolas laser e apontar para cima, resguardado o perímetro onde estavam. O mentálico Johnnie Walker tenta um contato telepático com algo, mas nada relevante é percebido. Após alguns minutos de espera, todos decidem seguir em frente, embora com cuidado redobrado. Entretanto, acabam sendo surpreendidos pelo ataque veloz de um pterodáctilo. O enorme dinossauro voador investe contra o grupo, mesmo diante dos tiros laser desferidos contra ele. Ao se aproximar dos aventureiros, o ser abre suas grandes asas e realiza uma imensa lufada de vento, tornando tudo em volta uma espessa nuvem de poeira, folhas e pedras. Alguns dos viajantes caem e todos se veem, por alguns instantes, isolados do resto do grupo. Passada a cortina de detritos naturais, eles percebem a princesa Tequila sendo levada pelas garras do dinossauro voador. Percebendo que o ser levava a princesa na mesma direção das ruínas, os personagens decidem seguir mais rapidamente em direção ao seu objetivo.

Chegando à margem do rio, eles percebem que a correnteza é muito forte, impedindo a travessia a nado, mas existem algumas pedras que podem ser usadas como ponte, embora seja exigida uma certa perícia para pular de uma para outra ao longo da perigosa lâmina d’água. Milla Orloff, a gatuna da companhia, utiliza sua imensa destreza e passa sem problemas pelo desafio. Logo depois, Jack Daniels repete o feito, seguido pelo andróide C-51. Ao tentar passar, o doutor Red Label cai na correnteza e começa a ser arrastado rio abaixo, Símius mergulha rapidamente na água e, após algum tempo e esforço, salva o cientista. Porém, ele mesmo é arrastado e some entre as elevações de água.

Milla Orloff, a sorrateira gatuna do grupo.

Abalados pela perda de seu capitão, o grupo segue em marcha e alcança, finalmente, as ruínas acusadas no relatório da nave. A estrutura é inteiramente composta de pedra, semelhante a uma pirâmide composta de degraus de cor verde-acinzentada. Imensa, se ergue majestosa em total consonância com a rica vegetação que a cerca. Chegando mais próximos, não encontram dificuldade em perceber uma entrada na estrutura. Esta, revela um corredor escuro e úmido que acaba em um grande salão que desce, em degraus, até acabar um uma estreita abertura no centro do recinto. Milla utiliza suas habilidades para entrar e perceber o que há no nível inferior da pirâmide. Após perceber a segurança do local, o resto do grupo desce e percebe um longo corredor adornado em toda a sua extensão por altos-relevos. As imagens mostram um povo insetóide adorando deuses, e sendo grandes senhores desta terra. Mais a frente, homens lagarto, liderados por uma imensa máquina robótica, atacam e subjugam os senhores do templo. O corredor acaba em um recinto maior, onde quatro colunas jazem tombadas e uma imensa estátua do que parece ser uma rainha, ou rei, destas criaturas permanece no fundo do salão, parcialmente destruída. Enquanto observam melhor o local, o grupo percebe a aproximação de algo, que logo se revelam dois seres insetóides, semelhantes aos vistos nos desenhos do corredor. Eles portam lanças, mas, graças ao poder de compreensão de idiomas do mentálido Johnnie Walker, a natureza pacífica das criaturas é revelada. Eles afirmam que uma estranha movimentação vem ocorrendo no lar dos homens-lagarto, inclusive a presença de um homem entre eles. Os seres oferecem abrigo momentâneo, e promete conduzir o grupo até o local onde estaria este homem estranho. Diante da oferta amigável, os personagens aceitam e são conduzidos até o covil dos guardiões do templo.

O lar dos seres insetóides é composto por algumas cabanas de barro arredondadas, onde cerca de cinquenta deles reside, em sua grande maioria filhotes e fêmeas. O vilarejo simplório é localizado no centro de uma grande caverna, onde as cabanas ocupam o centro. Rapidamente, uma das moradias é cedida aos visitantes, onde eles descansam algum tempo sobre esteiras de palha. Feito isso, o cansaço da longa travessia pela floresta se manifesta e eles adormecem profundamente, menos o androide C-51, claro.

Um estrondo fortíssimo acorda os personagens! Parece que a toda a estrutura da imensa caverna foi abalada. Saindo da cabana, eles percebem uma horda de homens-lagarto sendo liderados por um homem com vestes nobres e negras. A investida é rápida, mas os insetóides são eficientes na defesa de seus lares e partem para a batalha! Tão logo percebem a iminência do perigo, os personagens partem para o combate. Johnnie Walker é atingido pela espada rústica de um dos homens-lagarto e cai desacordado. Os demais investem com suas pistolas na direção dos inimigos. C-51 parte para a proteção de seu dono/amigo Red Label e enfrenta dois adversários ao mesmo tempo. Enquanto isso, Jack Daniels corre enquanto atira, mas é perseguido pelos inimigos. O cientista é ferido, mas seu companheiro androide o salva. Milla fere rapidamente seu oponente e o vence sem maiores problemas. Quando o grupo vence os homens-lagarto que investiram contra eles, percebem que os demais foram afugentados por seus aliados, os guerreiros insetóides. O homem de manto negro sumiu em meio ao combate… Label e Walker, bastante feridos, são levados até uma cabana onde são tratados com a medicina dos locais. Daniels também foi ferido, mas nada de muito grave. Ele e Milla vão até uma das cabanas e descansam por muitas horas, enquanto C-51 guarda o sono dos companheiros de viagem.

Ruínas dos templos do povo insetóide, em Helius II.

Daniels e Milla despertam com um dos insetóides próximo deles. Ele os conduz até fora da cabana, onde seus companheiros feridos, Red Label e Johnnie Walker, já estão recompostos. O insetóide afirma que os rastros dos homens-lagarto foram encontrados, e diz existir alguém lá espionando a tribo. O guerreiro pede ajuda aos personagens, e é prontamente atendido. Eles deixam a caverna e cruzam diversas passagens estreitas, até chegar em uma cavidade permeada de estalactites e estalagmites. A escuridão é total! O insetóide afirma que o rastro de seus inimigos vem dali. Milla entra sorrateiramente, mas some dentro da escuridão e mas nenhum som de sua presença pode ser ouvido. Os demais personagens ficam apreensivos e entram na caverna com máxima prudência. Em determinado ponto, são surpreendidos por uma sombra que se projeta entre as rochas. Avançando mais um pouco, são atacados por Simius! Isso mesmo, o capitão da nave que os trouxe aqui. O gorila afirma ter seguido o rastro dos homens lagarto e de seu misterioso líder. Segundo ele, o caminho segue em direção ao leste, e deve ser seguido enquanto está fresco. Mesmo desconfiados, os heróis concordam com o plano de Simius e seguem pelas caverna até chegar novamente na floresta.

Novamente seguindo por dentro da mata, atrás do rastro dos inimigos, os personagens passam por uma passagem estreita, permeada por uma vegetação fina, porém resistente. Quanto estão dentro da passagem, as vinhas ganham vida e começam a se enroscar nos aventureiros! Milla rapidamente sai da armadilha, assim como a maioria dos outros; somente Jack Daniels precisa da ajuda do grupo para sair dali. Logo depois do desafio, o grupo percebe em uma reentrância mais a frente, uma imensa estrutura de metal, mesclada à vegetação local. Simius anuncia que aquele é o refúgio do conselheiro que sequestrou a princesa imperatriz! Disnte disso, todos entram na mata e partem em direção ao próximo desafio…

Confira abaixo as fotos da jogatina:

Sessão rolando e a galera curtindo!

Pausa pra foto no final da sessão.

Sérgio Magalhães

Viajando pelo espaço interior!

About these ads
Comentários
  1. Pedro Muniz disse:

    muito bom! já curti a página de vocês no facebook e agora certamente acompanharei o blog. vocês tem encontros todos os sábados? são abertos a visitas? sou membro da toca ce, sede regional do conselho branco, sociedade de entusiastas da obra de tolkien (e de tudo relacionado a fantasia, claro). se vocês não se importam, já coloquei um link pro blog de vocês na nossa página! acho que é muito positivo que grupos dessa natureza de fortaleza se encontrem e tenham uma relação de amizade :-) também temos um grupo de rpg, dentro da toca. espero que possamos nos encontrar um dia. tudo de bom!

    http://www.tocace.conselhobranco.com.br

    • Olá, Pedro! O Daniel (Jan Pieterzoon, no Facebook) tinha me falado da Toca. Cara, é um grande prazer sermos divulgados na página de vocês. Pode ter certeza que iremos retribuir o favor e fortalecer a parceria. Todos no Vila são leitores de Tolkien e grandes fãs de sua obra. Cara, seria muito bacana que marcássemos uma reunião para podermos apresentar a vocês o fastplay do Um Anel, novo RPG do Senhor dos Anéis, a ser lançado muitíssimo em breve pela Devir editora. Estamos de portas abertas na Livraria Feira do Livro, todos os sábados. Fica na Rua Benjamim Carneiro Girão 87-C, no Montese (próximo ao North Shopping Montese). Qualquer coisa, mantemos o contato via Facebook, ok? Abraço!

  2. francismar silva disse:

    cara sou fanático por RPG, tenho 18 anos e criei o meu próprio rpg a 4 anos e estamos na 5° temporada, chamasse “Dragões Místicos”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s