Mídia e RPG

Olá amigos, meu nome é Emanuel Igor e em meu primeiro post aqui no blog falarei um pouco sobre o modo que o RPG geralmente é mostrado pela mídia.

Dentro do fantástico mundo do RPG existem vários assuntos que chamam a atenção da mídia em geral. Mas será que eles mostram o RPG da verdadeira forma que ele é? Há alguns dias, o programa Intencidade (sim, é com C mesmo, pelo menos no título do programa) da TV Cidade mostrou uma matéria sobre o RPG. Assistindo, cheguei alguns momentos a me perguntar se o entrevistado era mesmo jogador de RPG. Não foi explicado claramente o que é o nosso hobby. A matéria se mostrou vaga e sem conteúdo. Ficou claro não haver menor dedicação da entrevistadora ou do entrevistado em mostrar o real objetivo do jogo. Grande parte do que foi dito e, principalmente mostrado, se referia de forma satisfatória aos MMORPGs, mas o RPG de mesa ficou em segundo ou terceiro plano…

Confiram aí:

Algum tempo atrás, entre 14 e 20 de Novembro de 2000, a mídia cobriu uma série de assassinatos que ocorreu na cidade de Teresópolis, onde duas meninas foram estupradas, torturadas e assassinadas brutalmente por um psicopata. A madrasta de uma das meninas levantou a suspeita que os culpados por tal crime brutal foram um grupo de amigos das garotas (jogadores de RPG), porque simplesmente eles se fantasiavam de vampiros. A polícia considerou as suspeitas da madrasta e prendeu injustamente um dos amigos das garotas, que passou quatro dias preso como se fosse um bandido. O verdadeiro assassino das garotas foi preso cinco dias depois da injustiça que fizeram com o pobre rapaz. A imprensa totalmente  irresponsável foi muito rápida em divulgar o caso antes mesmo dele te sido concluído, e nem sequer publicou qualquer tipo de desculpas para com o jovem rapaz.

Em uma edição do jornal nacional de 01/07/2009 foi publicado uma matéria sobre um suposto assassinato de uma garota em um jogo de RPG. Esse suposto assassinato ocorreu na cidade de Ouro Preto, onde foram acusados quatro jovens de serem responsáveis pelo crime. Para os advogados de acusação a vitima  foi assassina durante uma seção de RPG. O julgamento começou com duas horas de atraso e nenhum dos réus pôde se filmado antes do julgamento. A mídia fez tão bem seu papel em divulgar o crime, dizendo que ela foi morta durante uma simulação de um ritual de magia negra, que as ruas tiveram que se interditadas durante o julgamento dos jovens.

No dia 5 de julho de 2009 os acusados foram absolvidos do crime de assassinato por falta de provas, mas ainda cabe instância. O advogado dos jovens, Guilherme Marinho fez o seguinte comentário; “Nós acreditamos aqui numa absolvição. Já que não há nos autos absolutamente nenhum elemento que possa vinculá-los a esse homicídio”.

Confiram:

Olhem o rosto desses jovens e vejam a alegria em serem absolvidos, parece que o estavam carregando o peso do mundo em suas costas. Eu como jogador de RPG me sinto indignado com casos como esses que mostram um lado que o RPG não tem!

E se alguma pessoa tiver algum tipo de vínculo com o RPG e cometer um ato tão brutal que é matar outra pessoa, essa pessoa não deve receber o nome de RPGista, e sim de assassino. Claramente a mídia usou a sua grande influência, e o preconceito e a ignorância das pessoas para culpar o RPG, mas, quando eles tentam mostrar que o RPG é um hobby saudável, eles falham em sua tarefa, ainda conseguem mostrar que RPG é uma coisa tola sem qualquer objetivo maior por trás de tudo.

No meu ponto de vista, nossa maior obrigação como RPGistas é mostrar que o RPG não mata mãe, não mata pai, e menos ainda companheiras de jogos. Devemos mostrar que nós, jogadores de RPG gostamos de interpretar personagens com histórias de aventuras épicas, onde salvamos a princesa e o único ser “vivo” que matamos, é o dragão que mantém a princesa presa na torre.

Espero que vocês tenham gostado do meu post. Então, vamos continuar contando nossas histórias e aventuras épicas em um lugar nunca visto por pessoas de mentes fracas.

Obrigado pela atenção e bons jogos!

Emanuel Igor

Esse post foi escrito ao som de Janis Joplin – Cry Baby

Anúncios

8 comentários sobre “Mídia e RPG

  1. A matéria do Intencidade deveria ser sobre RPG Online mesmo. O entrevistado mesmo, não sabe muito de RPG de verdade, pelo que parece…

    PArabéns pela estréia Igor e que sua estadia seja bem proveitosa…

    E parabéns ao blog. Estarei acompanhando.

  2. Valeu pelos comentários, gente!

    Esperamos sempre melhorar nossos posts, seja meu, do Emanuel, do Sérgio, Jr Toy e Marzeu.

    E quanto à relação RPG e mídia, ainda é algo a ser mudado. Carece haver uma matéria demonstrando como realmente funciona nosso hobby, como se joga, quem joga, etc. Ficamos na torcida que algum dia a mídia repare as injustiças cometidas com o jogo e com os jogadores.

    E aproveitando que o Dia D RPG está chegando… seria uma boa haver cobertura da mídia né? Isso seria possível?

  3. Dmitri e Igor, sou um dos organizadores do Dia D RPG 2010. Vamos ter cobertura via internet, tal qual foi na RPGCon desse ano.
    Nenhuma emissora se interessou em noticiar, até o momento, o evento.

    Pela internet, acompanhem no link: http://www.bejrpg.com.br/aovivo

    Esse link está estruturado para a cobertura da RPGCon e ainda conta com alguns vídeos feitos lá. A empresa que vai transmitir promete fazer uma cobertura ainda melhor.

    Abraços.

  4. Cara infelizmente a Tv Cidade mostrou uma matéria muito fraca, não por culpa dela mas sim pela fraca iniciativa do entrevistado que passou uma idéia de que o RPG de mesa passou para o MMORPG por causa da evolução da internet e dos computadores. A repórter tava querendo saber o que realmente era RPG mas o cara avacalhou tudo. Essa mídia que toma a televisão hoje em dia deve ser mais informada e atualizada para não promover gafes como essa entrevista. Valeu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s