D&D Boardgames – Castle Ravenloft e Wrath of Ashardalon



Saudações, aventureiros!

O ano mal começou e a Wizards of the Coast já demonstra à que veio! Seguindo a onda do grande sucesso Castle Ravenloft Board Game, a empresa lança o segundo jogo de tabuleiro da linha Dungeons & Dragons 4ª Edição: Wrath of Ashardalon.

É de conhecimento geral que a WOTC reformulou totalmente a jogabilidade de sua principal linha de RPG: Dungeons & Dragons. Para isso, voltou às origens, quando RPG e wargames eram inseparáveis. A mecânica de combate do novo sistema d20, que é o adotado em D&D, é totalmente baseado em miniaturas e tabuleiros. Todos os poderes, movimentação e demais regras de batalha são definidos pela posição dos personagens (miniaturas) no tabuleiro do confronto. Isso fez com que a empresa americana investisse pesado nos produtos relacionados a estes acessórios (essenciais, neste caso).

Dungeons & Dragons Miniatures receberam grande investimento e foram lançados os Dungeon Tiles, cada vez mais elaborados; chegando até mesmo a serem feitos tiles montáveis, em 3D. Fora a mecânica do próprio RPG, a empresa tem a pretensão de aproximar novamente D&D dos admiradores de board games. Para isso lançou em 2010 sua primeira investida neste formato: Castle Ravenloft Board Game. Seguindo toda a estética e sistema adotado na 4ª edição de Dungeons & Dragons, a escolha desta ambientação não foi aleatória. Também faz parte desta nova proposta da Wizards, tanto no RPG quanto nos board games, de retornar às origens conceituais dos jogos, e para isso, estão sendo lançadas aventuras baseadas nas mais clássicas campanhas já produzidas. É o renascimento da velha temática onde um velho louco pede aos heróis que explorem a antiga masmorra próxima da vila!

Castle Ravenloft

O mal ronda as torres e masmorras do Castelo Ravenloft, e somente heróis excepcionalmente corajosos podem sobreviver a este horror!

Desenvolvido por Bill Slavicsek (também responsável pela quarta edição de D&D), Mike Mearls e Peter Lee, o jogo é baseado na aventura clássica Expediction to Castle Ravenloft, onde um grupo de heróis invade o castelo do vampiro Sthrad a fim de derrotá-lo. Aventura, até hoje, é tida como uma das melhores já produzidas para o RPG mais jogado até hoje. O mais incrível é que o boardgame conseguiu realmente passar toda a atmosfera da aventura.

A mecânica do jogo é bem simples: cada jogador assume um personagem, recebe uma missão e segue masmorra adentro a fim de cumpri-la. Porém, existem dificuldades, como sempre. Cada vez que chega a borda de um tile (parte do mapa montável), um novo se apresenta e com ele um novo monstro! Além disso, o jogador puxa uma carta de encontro, monstro ou aventura. Existe uma enorme variedade de armadilhas, sendo a mais clássica as terríveis investidas do vampiro Sthrad, que ataca e depois foge através das sombras (igual a aventura clássica citada mais acima). O sistema básico é uma versão mais simples do novo d20 System, muito prático e rápido. Quem joga Dungeons & Dragons 4ª edição, não tem dificuldade nenhuma de começar a jogar.

Outro fato similar entre RPG e boardgame, e que os personagens cumprem papeis distintos em relação as suas funções nos confrontos. Sendo o clérigo o líder (capaz de curar os companheiros), o guerreiro o defensor (responsável pelo combate corpo a corpo), dentre outros. O jogo marca essencialmente pela proximidade com a antiga aventura: as missões e cenários são mutáveis, e o objetivo dos personagens é cumprir pequenas aventuras que culminam na destruição do vampiro Sthrad, senhor do Castelo Ravenloft.

Wrath of Ashardalon

Além da entrada da caverna existe uma infinidade de túneis e criptas. E bem no interior deste labirinto infestado de monstros vive a mais terrível das criaturas: o dragão vermelho!

Lançado agora no inicio de 2011, Wrath of Ashardalon é o segundo board game lançado pela Wizards of the Coast com a temática baseada na proposta adotada pelo D&D 4ª edição. Desenvolvido pelo mesmo trio responsável por Castle Ravenloft Board Game, segue o conceito adotado no jogo anterior: seguir temáticas clássicas dos cenários de aventura medieval e manter uma jogabilidade simples, eficiente e divertida. Enquanto o boardgame anterior adotava a temática do horror, característico do cenário de Ravenloft, este novo tem uma cara bem mais tradicional, porém, mantendo a mecânica do jogo.

São cinco cartas de personagens, duzentas cartas de encontro e tesouro, um livro do cenário e um de regras, e quarenta e duas miniaturas. A proximidade com o RPG continua intrínseca. Fato comprovado pelo formato das miniaturas, no mesmo aspecto da linha Dungeons & Dragons Miniatures (exceto pela pintura).

Passando de Nível

Estes dois excelentes jogos, e todo o suporte dado a esta nova linha de Dungeons & Dragons 4ª edição, demonstram que ainda tem muito por vir. É uma volta ao tradicional, amado por uns, odiado por outros. O fato é que o polêmico D&D atual vem tendo um suporte bem maior por parte de sua produtora e busca atrair novos jogadores por sua funcionalidade e apelo visual. Afirmar se isto é bom ou ruim só pode ser definido pelo gosto pessoal…

Sérgio Magalhães

Anúncios

Um comentário sobre “D&D Boardgames – Castle Ravenloft e Wrath of Ashardalon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s