Dica de Fim-de-Semana: Ilha do Medo

“Muita gente sabe deste lugar, mas ninguém vai falar”

Olá amigos nerds! Venho hoje falar de um filme dirigido por um dos grandes mestres do cinema, Martin Scorsese. O filme Ilha do Medo faz você entrar na mente do personagem de uma forma incrível. Jogando o espectador em um mundo de ilusão perdido em sombras e depois esfregando a realidade em sua cara de uma forma até cruel. Você de certo modo sente a intenção do diretor, resgatando aquela sensação terror psicológico dos anos 40. Com seus suaves travelling e sua câmeras subjetiva (movimentos de câmera), você capta o peso do personagem. Então na minha humilde opinião, um dos melhores filmes de todos os tempos.

Sinopse

“É como se ela tivesse atravessado as paredes”

Uma dupla de agentes federais é designada a investigar uma fuga no hospital psiquiátrico Ashecliffe, localizado em uma ilha na costa de Massachusetts. Um local onde são jogados os mais perigosos e doentes criminosos.  Eles investigam a fuga de uma prisioneira chamada Rachel Solando, uma mulher que assassinou seus filhos e vive presa em sua própria realidade. Com sua fuga praticamente impossível, os dois agentes devem encontrá-la de qualquer modo.  Com o decorrer das investigações, os agentes são levados a desconfiar de todos. Todos parecem esconder um segredo, e talvez esse seja o grande crime escondido na ilha. O medo toma conta do local, o ar fica pesado e as descobertas fazem sua mente se destorcer diante da realidade. O passado volta para assombrar o futuro e os pesadelos tomam conta do seu presente. Bem vindos à ilha do medo!

Produção

“Construí algo de valor aqui. Não vou desistir sem lutar.”

O filme Ilha do Medo é uma adaptação de um dos livros escrito por Dennis Lehane e é dirigido por nada mais nada menos que Martin Scorsese. A espetacular fotografia é feita por Robert Richardson. A estréia estava marcada para outubro de 2009, mas o filme só foi chegar às telonas em 19 de fevereiro de 2010, aqui no Brasil em março. Com uma grande atuação de Leonardo DiCaprio no papel principal, temos ainda atuando como um dos agentes Mark Ruffalo. Não podemos esquecer da grande atuação de Ben Kingsley, vivendo o personagem Dr. Haley e Max Von Sidow, no papael do Dr. Naehring. As trilhas sonoras são feitas por Robbien Roberston, que já trabalha com Martin Scorsese há 35 anos. Uma grande produção que custou 80 milhões de dólares, e acredite, não é muito para uma produção desse poste. Foi considerado o maior lucro em um filme de Martin Scorsese durante seus 40 anos de carreira, arrecadando cerca de US$ 294 milhões.

No RPG

“Você teve pesadelos, policial?”

O filme Ilha do Medo é uma grande feira de personagens. Praticamente de 15 em 15 minutos aparece um personagem novo. Um ótimo filme, não apenas para cineastas e críticos de cinema, mas também para aqueles que buscam inspiração em sua histórias de RPG. O trauma no personagem principal Teddy é a grande marca do filme. Você RPGista que busca uma crônica dedicada mais para o lado psicológico dos personagem envolvidos, assista esse filme. Essa grande obra cinematográfica tem inúmeros personagens esperando por você. Agentes federais, médicos, psiquiatras e enfermeiros. Tudo que você precisa para uma grande aventura com seus amigos.

Um ótimo feriado a todos vocês. Até a próxima semana com mais uma dica.

  Emanuel Igor

Anúncios

9 comentários sobre “Dica de Fim-de-Semana: Ilha do Medo

  1. Emanuel otima indicativa, otimo filme. Vale cada centavo na locadora ou tempo baixando.
    Eu me surpreendi com o trabalho de Leonardo DiCaprio.

  2. Essa parceria entre o DiCaprio e Scorsese está tando muito certo. Acredito que daqui uns dois anos ( talvez mais) iremos ver mais uma prova dessa incrível mistura de taletos.

  3. Ah deu certo sim. Você já viu ‘A Origem’? Aliás, vc tem que escrever sobre esse filme, Manéu. Eu queria escrever sobre ele, mas vc é bem mais indicado para isso.

    E eu também me surpreendi com a atuação do Di Capprio, em ambos os filmes. Aliás, essas parcerias entre ator e diretor funcionam (nessa linha temos o Jonny Depp com o Tim Burton, dentre outras parcerias bem sucedidas).

    Boa dia Manéu!

  4. É, nas palavras do próprio Di Caprio: “Só pisei na merda uma vez…” (referindo-se ao Titanic – rsrs).

    Esse filme está na minha lista de Top 10 (ao lado de Sucker Punch, agora…), excelente dica Emanuel.

    1. Assisti hoje e digo com toda certeza que tbm está no meu Top 10!

      Reviravoltas na trama a todo instante e um final surpreendente, que deixa a todos com uma pulga atrás da orelha!

      Grande influência para uma futura crônica de Mago o Despertar…

  5. Só um detalhe à parte: no cartaz em português tem a frase “Alguém está perdendo.”, quando no original tem “Someone is missing”. Caramba, que erro de tradução grosseiro! O certo deveria ser “Alguém está perdido” ou “Está faltando alguém”.

    E é exatamente esse o enredo, uma pessoa está faltando na ilha, e ninguém sabe onde ela foi parar… exceto quem já assistiu ao filme.

    Na frase (mal traduzida) em português, “alguém está perdendo”, subentende-se que alguém está ganhando… faz algum sentido?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s