Dica de Fim-de-Semana: O Ritual

Olá amigos! Bem vindos mais uma vez à Vila do RPG. Hoje a dica que levarei para vocês não é para pessoas que tem medo do escuro, e sim para que são amantes de filmes de suspense sobrenatural.  Existem cenas de filmes que ficam em sua mente, tentando entrar em seus sonhos e a maior parte das pessoas não se sentem atraídas por esse tipo de emoção. Mas para aqueles que gostam de sentir essa sensação “boa”, o filme O Ritual é uma ótima escolha.  Hoje iremos falar de sua sinopse, produção (atores, diretos e etc) e algumas dicas para os jogadores de RPG que queiram levar um pouco da essência do filme para sua mesa.

Sinopse

Michael Kovak é um jovem rapaz traumatizado pela perda de sua mãe. Com sua fé claramente abalada, ele decide entrar para um seminário. Depois de algum tempo Michael fica desgostoso com o rumo que sua vida vai tomando e envia uma carta para seus superiores pedindo demissão. Mas seu amigo e superior padre Matthew, vê nele um grande potencial. Então, depois de uma tragédia lamentável, ele o convida para ir ao vaticano estudar exorcismo, alegando que Kovak nasceu para dedicar sua vida as pessoas e sua alma a Deus. Chegando ao Vaticano, Michael Kovak  começa a ter aulas de exorcismo e é mandando para visitar um renomado exorcista, padre Lucas. Ao ajudar o padre Lucas, Michael terá que provar sua coragem e ainda mais sua fé, lutando contra os ardilosos servos do senhor da escuridão.

Produção

Baseado no romance de Matt Baglio, o filme foi dirigido pelo sueco Mikael Håfström e escrito por Michael Petroni. O filme teve a grande atuação da atriz brasileira que se tornou “queridinha” de Hollywood, Alice Braga. Como padre Lucas, tivemos a atuação de um dos mais renomados atores do mundo, Anthony Hopkins. Sim, o mesmo que fez o papel do famoso canibal Hannibal. Lecter em três filmes. Temos também a grande atuação de Colin O’Donoghue, interpretando o personagem Michael Kovak. Segundo a Warner Bros, o filme teve um custo de produção de 40 milhões de dólares, muito pouco para tanta qualidade. E o mais importante do filme, é que ele foi baseado em fatos reais. Na minha opinião, o que mais me  marcou, foi a majestosa fotografia usada no filme. Em uma cena com o padre Lucas ao lado de um crucifixo, usando um plano médio (uma parte do ambiente, em geral com no mínimo um personagem em quadro) com um contra-plongée (câmera com um ângulo de baixo para cima), lembrando um certo impressionismo… foi perfeito!

No RPG

Eu, realmente gostaria de jogar uma aventura com esse tipo de horror. Se você já jogou, então sabe o que estou falando. Um tipo de clima que faz você ir para casa pensando a seção de jogo. Para mestres que ainda não narraram, você aprenderá muito com esse filme. Seus jogadores não precisam ser padres, há uma reporter no filme e ela está muita bem encaixada na trama. Mas cuidado para não perder o foco da aventura ao incluir personagens que não se encaixem na atmosfera de suspense e mistério proposta pelo filme. Sistemas como Mundo das Trevas e Daemon são perfeitos para você usar. Mas o inimigo não precisa ser necessariamente o “demônio” cristão, poderia ainda ser alguma entidade lovecraftiana ou algo criado por você mesmo.

Um abraço a todos. Até a próxima sexta feira, com mais uma dica.

Emanuel Igor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s