A Trilogia Tormenta está voltando…

Leonel Caldela praticamente reinventou o mundo de Arton com sua Trilogia Tormenta. A atmosfera que o autor nos apresenta vai muito além do estereótipo anime/mangá inerente ao cenário. Podemos notar claramente influências clássicas da fantasia medieval ao longo da narrativa de Caldela, como o poema Beowulf e a trilogia literária O Senhor dos Anéis. No entanto, Caldela não se prende às suas referências, mas cria um estilo que adquire identidade própria ao logo dos três livros da saga, envolvendo o leitor em uma narrativa verdadeiramente épica, digna de figurar ao lado dos clássicos da fantasia medieval.

Como vocês devem estar acompanhando pela blogosfera RPGista, o segundo volume da Trilogia TormentaO Crânio e o Corvo, está de volta ao mercado. Antes disso, algum tempo atrás, tivemos a 2ª edição do primeiro volume, O Inimigo do Mundo. Será que uma segunda edição do terceiro volume, O Terceiro Deus, também está nos planos da Jambô? A editora gaúcha não incluiu o livro em sua lista de lançamentos de 2011, mas O Crânio e o Corvo 2ª edição também não havia sido previsto…

Conheça abaixo uma breve descrição dos três volumes da saga e clique nas capas para conferir um preview de cada livro, diretamente do site da Jambô Editora.

O início da batalha contra a Tormenta...

O Inimigo do Mundo acompanha um grupo de aventureiros na caçada ao misterioso assassino conhecido como “o albino”, em uma história de fantasia crua, brutal e perigosa. Aqui, os heróis podem morrer, os vilões são hediondos e as certezas são poucas. Sucesso de vendas no Brasil inteiro, O Inimigo do Mundo retorna em uma edição especial, com notas do autor, um conto extra e uma exclusiva galeria de arte.

A Tormenta se espalha por Arton...

O Crânio e o Corvo acompanha uma guerra de aço e magia contra a Tormenta, a tempestade de sangue que enlouquece, corrompe e destrói. Para deter a invasão aberrante, será necessário unir todo o Reinado. Mas intriga e traição infestam os reinos, enquanto muitos trocam sua própria humanidade pelo poder macabro oferecido pelos invasores. Heróis em uma batalha desesperada contra um inimigo além da compreensão. Vida e morte. Dia e noite. Bem e mal. Ordem e caos. Se a Tormenta vencer, nada disso restará.

A conclusão épica da saga...

O inferno triunfa. O mundo de Arton está perdendo a guerra contra a Tormenta, a tempestade de sangue e demônios. A corrupção se espalha, o povo cultua os invasores. Em meio ao caos, sir Orion Drake caça seu maior inimigo, o vilão Crânio Negro. Mas o destino leva à tempestade — é preciso enfrentá-la, de uma vez por todas. Nesta batalha, Orion utilizará todas as armas a seu alcance, reunirá heróis e deuses. Descobrirá que nada pode vencer a Tormenta. Exceto o Terceiro.

Dmitri Gadelha

Prestes a finalmente adquirir meus tomos da trilogia Tormenta…

Anúncios

7 comentários sobre “A Trilogia Tormenta está voltando…

  1. Esse lance de dar um realce ao “lado negro” do mundo, deixando o “colorido” do Mangá de lado, ressaltando a influência demoníaca, as intrigas e a busca por poder me agradou muito.
    Deu um tom bem mais maduro ao cenário.
    Lembra o enredo de fantasias medievais mais cruas, como The Witcher e Dragon Age, ou, até mesmo, de Game of Thrones.
    Ficou BEM mais interessante.

  2. Não sou muito fã de Tormenta. O cenário tem muita coisa que é melhor nem adjetivar, mas sou muito fã de contos, romances, entre outros. Vou comprá-los p/ conhecer melhor.

  3. Eu curti muito Tormenta logo quando comecei a jogar RPG. Era adolescente e não conhecia outros cenários, mas depois de um tempo aquilo me entediou, pois percebi que a temática anime/mangá do cenário não eram minha praia. E muito menos as aloprações do Cassaro, como o robô gigante do Mestre Arsenal…

    No entanto, após me deparar com tantos comentários positivos sobre a Trilogia Tormenta, resolvi “dar uma chance” e acabei me surpreendendo com o trabalho primoroso que o Caldela fez com Arton. Como eu disse no post acima, o cara simplesmente REINVENTOU o cenário e explorou elementos mais maduros que eram negligenciados em nome da moda otaku. Nada contra, claro, apenas curto histórias um pouco mais sérias do que Holy Avenger…

    E foi isso que percebi na narrativa de Caldela. Fantasia medieval clássica e séria. Recomendo mesmo os livros!

  4. cara, não conheço tormenta,,,mas se é a vila do rpg q está divulgando então deve ser muito bom,,,vlw Dmitri,,,

    1. Valeu, Wellington. Pode procurar os romances da Trilogia Tormenta que você não vai se arrepender! A escrita do Caldela realmente não deixa a desejar pra nenhum grande autor de fantasia medieval.

  5. Oi, nunca joguei RPG, na verdade o jogador é meu namorado e por curiosidade comecei a ler a trilogei e me surpeendi muito por amar a história, fiquei ate com vontade de jogar…muito bom mesmo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s