Dica de Fim-de-Semana: The Hunt for Gollum

Saudações, aventureiros! Trazemos hoje, no Dica de Fim-de-Semana, uma produção realizada por fãs referente à obra clássica de Tolkien, O Senhor dos Anéis. O curta-metragem chamado The Hunt for Gollum foi inspirado nos apêndices do livro mais conhecido do citado autor. Diante da ausência total de novas referências, passados os fabulosos filmes da trilogia de Peter Jackson, os fãs se viram de repente abandonados totalmente em relação a registros visuais da Terra-Média. Diante disso, o jovem diretor Chris Bouchard, com um orçamento mínimo de 3.000 euros, começou o projeto deste curta, ainda em meados de 2007. Então, antes que O Hobbit chegue às telonas, que tal conhecer a produção fanmade The Hunt for Gollum?

Produção

A produção do filme contou com o apoio de centenas de apoiadores, e por conseqüência, fãs incondicionais, de O Senhor dos Anéis e que trabalharam voluntariamente durante a realização desta obra. A gravação, filmada em Londres e no País de Gales, chama bastante a atenção. Por falar nisso, The Hunt for Gollum chamou tanta atenção em todo o mundo por sua grande qualidade! Tanto por parte do figurino, quanto pelas belíssimas locações. Me atrevo a dizer que, especialmente as locações, não devem em nada aquelas demonstradas na trilogia cinematográfica. Por fim, o filme foi lançado em 2009 gratuitamente no site oficial e, algum tempo depois, no site Youtube. Pouco tempo depois, milhares de fãs já haviam visto a obra e hoje o curta foi vislumbrado por nada menos que seis milhões de pessoas!

O curta tem cerca de 40 minutos, e acabou dando origem a outras iniciativas como Born of Hope, outro filme realizado por fãs, posteriormente.  Como já falamos acima, a importância do filme está, em primeiro lugar, na grande qualidade de produção. Quem espera algo bem abaixo da trilogia cinematográfica, com certeza é surpreendido. Tudo é parecido com a trilogia do cinema. Se pode ver, em cada instante, a dedicação e competência dos fãs na realização da obra. Segundo os produtores, o curta não tem ligação com os detentores dos direitos do filme, nem com os herdeiros de Tolkien. Os direitos são repassados aos usuários que baixarem o filme.

Sinopse

O enredo gira em torno do mito do herdeiro de Isildur. Na época, Aragorn estava no auge de sua atividade como guardião nas terras do norte. Em determinada época, ele é procurado por Gandalf. O mago demonstra preocupação com a fuga da criatura Gollum. A história se passa cerca de 50 anos depois dos fatos ocorridos em O Hobbitou seja, uns 10 anos antes da trilogia O Senhor dos Anéis. Gandalf afirma que a criatura que antigamente guardava o anel de poder havia desaparecido, provavelmente em direção ao sul. O mago cinzento pediu a Aragorn para capturar a criatura, pois ele temia que Gollum, sabendo que o anel estava em posse de um hobbit do condado chamado Bilbo Bolseiro, revelasse as informações aos agentes do senhor do escuro, Sauron. Imediatamente o guardião parte para o sul, porém, sua jornada é dificultada pelo encontro com patrulhas de poderosos orcs. No meio do caminho, o herdeiro de Isildur acaba encontrando outro guardião, chamado Arithir. Os dois partem cada vez mais para o sul, finalmente encontrando a criatura Gollum. Eles retornam para o norte, porém são atacados novamente por orcs.

A grande atração do curta-metragem, além das já citadas locações maravilhosas e figurinos super produzidos, são o aparecimento de coisas totalmente fiéis ao enredo apresentado nos apêndices do livro O Senhor dos Anéis. Ele demonstra aos fãs eventos e personagens que não apareceram na trilogia cinematográfica. Aragorn é visto, não como um rei em busca de seu trono, mas como um simples guardião do norte. Temos referências ao tratamento entre esta classe especial de guerreiros, dada a cumplicidade entre o herdeiro de Isildur e Arithir, o outro guardião que aparece no filme. Além das cenas bem feitas de ação na luta entre orcs e homens.

No RPG

O valor de The Hunt of Gollum para quem joga, ou planeja jogar o RPG de O Senhor dos Anéis, é o vislumbre de uma época diferente daquela apresentada na trilogia de Peter Jackson. É claro que os filmes produzidos pela New Line Cinema são referências mais que suficientes para anos de campanhas na Terra Média, entretanto eles apresentam somente os acontecimentos de uma época, embora apareçam ao longo de todo o enredo, trechos de antigas lendas e histórias de diversas épocas de Arda (o mundo onde se localiza a Terra-Média). No curta metragem, podemos perceber fatos de outro período da história de personagens que apareceram nos filmes da trilogia, especialmente Aragorn e Gandalf, que mais tarde seriam os dois líderes da Sociedade do Anel. A cena da luta dos guardiões contra os orcs chama a atenção para algo diferente do que vemos nos filmes do cinema. O confronto entre dois humanos e uma horda de orcs, também aparece na trilogia, principalmente no final do primeiro filme, no entanto, o combate é bem mais brutal e realista.

Para quem busca referências para seus jogos até mesmo em outros cenários de campanha, The Hunt of Gollum pode servir de grande inspiração para a criação de uma aventura mais simples. O conceito de buscar uma criatura foragida, para recuperar informações, ao invés de simplesmente matar o monstro, é um fator que testa a paciência de qualquer jogador mais adepto do famoso “matar-pilhar-destruir”. A obra de Tolkien fez parte da inspiração inicial para a formação dos jogos de RPG, sendo seu enredo sempre muito semelhante a aventuras clássicas, principalmente em fantasia medieval. O curta não foge a esta regra. Todas as ações em The Hunt of Gollum são essencialmente RPGistas. Então vale muito a pena, também por este aspecto, conferir a obra. É claro que recomendamos para usar em conjunto com o filme, o Senhor dos Anéis RPG, lançado no Brasil em uma belíssima edição em capa dura e com alguns suplementos maravilhosos. Aliás, os livros contém informações detalhadas sobre a própria Terra-Média e de como construir seus heróis em uma campanha fidedigna à mitologia tolkeniana.

Para mais informações confira o trailler abaixo (em inglês), e não deixem de visitar a página oficial (www.thehuntforgollum.com) para ver o filme na íntegra – ou então procurem sua versão legendada no Youtube.

Sérgio Magalhães

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s