As Crônicas de Gelo e Fogo: Conheça o prelúdio de A Guerra dos Tronos

Que As Crônicas de Gelo e Fogo são um fenômeno mundial de público e crítica, todos vocês já sabem. Tanto os livros quanto a série da HBO tornaram a franquia uma verdadeira febre da cultura pop, que ainda permanecerá por um bom tempo no topo dos assuntos mais comentados em televisões, revistas e internet. As pessoas simplesmente devoram os calhamaços de centenas de páginas que compõem o singular cânone de George R.R. Martin e as comparações com Tolkien afloram ainda mais a célebre figura do escritor. Conversando com vários amigos, e acompanhando depoimentos de leitores pelas redes sociais, percebi que a maioria das pessoas está bem adiantada na leitura das obras, ao contrário de mim, que atualmente me encontro somente na metade do primeiro volume. Aspectos da evolução da trama, assim como de seus personagens fascinantes brotam de todas as partes e a ansiedade pelos livros restantes enche fóruns com centenas de comentários ávidos e  cada vez mais especulativos.

No entanto, tenho notado uma coisa curiosa em respeito a tudo isso: não é raro que leitores da saga desconheçam o passado da história, mais precisamente o que se passa alguns anos antes do início do enredo, dado em A Guerra dos Tronos, primeiro volume. Um fato bastante curioso, eu diria. Muito deste passado é citado de forma rápida e fragmentada pelos personagens ao longo das páginas, mas as tramas desta parte da cronologia de Westeros acabam ficando em segundo plano quando o que mais importa é acompanhar o futuro deste mundo misterioso e fascinante e de seus personagens apaixonantes. Pois bem, diante disso, resolvemos trazer a tona este passado, focando nos personagens que viriam a se destacar especialmente no primeiro livro da saga, ou serem mais citados nele. Então, leia atentamente e viaje por este cenário encantador e aproveite ao máximo porque “O Inverno está Chegando”!

Prelúdio

Aerys II da casa Targaryen ocupa o Trono de Ferro, dando prosseguimento a uma dinastia que já dura cerca de 300 anos, desde que Aegon o Conquistador, se apoderou dos Sete Reinos. Rhaegar, herdeiro do trono, é reconhecidamente um grande guerreiro e digno de sua posição. Neste mesmo período, em Winterfell, o senhor do norte é Rickard Stark, precedido por seu filho Brandon – seu outro filho, Eddard, vivia como protegido de John Arryn no Ninho da Águia, tendo como companheiro o impetuoso Robert da casa Baratheon. Nesta época, Brandon estava noivo de Catelyn Tully de Correrio.

Rhaegar Targaryen

Enquanto isso, em Porto Real, a jovem Cersei, apaixonada pelo irmão Jaime, vive na corte em companhia do pai, a Mão do Rei, Tywin Lannister. Sua presença no local alimenta a esperança da casa de seu pai em firmar um casamento entre ela e Rhaegar, o herdeiro dos Sete Reinos. Desolada com a possibilidade de ver o irmão longe de si, Cersei o convence a tornar-se Guarda Real, assim, obrigando-o a ficar presente na corte e perto de seus braços. Porém, as designações de Aerys Targaryen acabam frustando todos os planos dos Lannisters. Primeiro, ele nomeia Jamie cavaleiro da Guarda Real, para a alegria de Cersei, mas contrariando o desejo do pai Tywin que o desejava não na corte, mas na sede de sua casa em Rochedo Casterly. Em seguida, Rhaegar se casa com Elia de Dorne, encerrando a possibilidade de aliança direta entre as casas do Leão e do Dragão, pelo menos de imediato. Contrariado por estas atitudes e farto das loucuras do Rei, Tywin parte de Porto Real e segue para seu castelo no Rochedo Casterly.

Então, durante um torneio, onde cavaleiros, nobres e plebeus vem de diversos cantos dos Sete Reinos para acompanhar as disputas de justa, luta corpo a corpo e de arco e flecha, o prenúncio das grandes mudanças que ocorreriam se anunciam. Lianna Stark, noiva de Robert Baratheon, vai assistir uma das disputas e recebe de Raeghar, que o nega a própria esposa, o prêmio de rainha da beleza e do amor. Neste período os desmandos de Aerys já desagradavam vários lordes. Após o torneio Lianna é raptada por Raeghar (ou foge com ele, como alguns diriam). Brandon vai até Porto Real exigir satisfações e acaba preso. Aerys convoca Rickard e o pai dos quatro cavaleiros que acompanhavam Brandon na ocasião para prestar conta pelo “crime” dos filhos. Diante da insanidade do Rei Louco, o senhor da casa Stark acaba morrendo, queimado vivo perante um salão lotado de pessoas. Brandon, preso por cordas, acaba morrendo sufocado ao correr em socorro do pai. Depois disso, Aerys ordena que John Arryn, protetor do Leste, mate Robert e Ned (Eddard), acabando assim de uma vez por todas com qualquer centelha de descontentamento. Entretanto, o senhor do Ninho da Águia os tinha como filhos e não obedeceu ao pedido do rei. Ao invés disso, convoca seus vassalos e inicia uma rebelião contra a casa Targaryen e seus súditos! Vendo o poderio de seus inimigos, Aerys envia sua mulher Rhaela com os filhos Viserys e Danaerys (ainda no ventre) para a Pedra do Dragão, tradicional reduto de sua casa, localizada em uma ilha na costa. Elia de Dorne permanece na Fortaleza Vermelha, em Porto Real, junto aos filhos, enquanto Rhaegar parte para confrontar os inimigos de seu pai.

Robert Baratheon durante a rebelião contra Aerys, o Rei Louco

Na região conhecida como O Tridente se dá a luta mas feroz, onde após muitas batalhas, Robert Baratheon esmaga o peitoral incrustado de joias da armadura de Rhaegar, matando-o e garantindo uma grande vantagem na guerra. Diante da notícia da queda de seu herdeiro, o Rei Louco inicia o plano de tocar fogo em Porto Real, sendo observado de perto por Jaime Lannister. Neste momento, Lorde Tywin, que até o momento estivera ausente do confronto, surge nos portões da capital jurando lealdade ao rei. Porém, tão logo suas forças adentram nas muralhas da cidade, logo iniciam o saque, revelando assim sua traição. Ao perceber a atitude de Tywin, o rei, não enxergando saída, ordena que queimem, finalmente, a cidade. Jaime tenta impedi-lo e acaba recebendo de Aerys ordens para matar o próprio pai. Então, num impulso, ele mata o homem com a ordem de queimar a cidade e o rei em pessoa.

As tropas de Ned Stark finalmente chegam a Porto Real e encontram os Lannister saqueando a cidade.  Na Fortaleza Vermelha, ele se depara com a horrível cena da mulher e filhos de Rhaegar brutalmente assassinados, e Jaime Lannister sentado no Trono de Ferro, tendo o Rei Louco morto aos seus pés. Ned parte ainda mais acima do castelo e luta contra três membros da Guarda Real, ainda leais a Rhaegar. Vencido o combate, ele adentra no quarto protegido e acha o corpo inerte de sua irmã Lianna. Com Porto Real conquistada e a maioria dos inimigos sobrepujados, Robert Baratheon, alegando um distante parentesco com os Targaryen, assume o Trono de Ferro, dando origem a uma nova linhagem. Ned Stark retorna a Winterfell com o bastardo John Snow nos braços, enquanto Robert nomeia John Arryn como Mão do Rei, e este o aconselha a casar-se com Cersei Lannister…

 Conclusão

A continuação desta história tomos nós já sabemos, seja pelos livros ou série de televisão. A cronologia de Westeros é muito rica e plural para ser abordada em um simples post, então, se gostou desse fique ligado. Devemos trazer mais alguns pontos importantes da trama deste cenário que são cruciais para os eventos descritos nos livros, mas ainda desconhecidos para o grande público.

Sérgio Magalhães

Sem casa ou títulos de nobreza…

Anúncios

Um comentário sobre “As Crônicas de Gelo e Fogo: Conheça o prelúdio de A Guerra dos Tronos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s